Notícias

25/04/2017Mais de 300 milhões de pessoas no mundo, vivem com infecção por Hepatite, alerta a OMS.


Novo relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), indica que mais de 325 milhões de pessoas vivem com infecção por hepatite no mundo.

O relatório indica ainda que a maioria destas pessoas não tem acesso a testes e tratamentos.

“As hepatites virais são agora reconhecidas como um grande desafio de saúde pública que requer uma resposta urgente”, disse Margaret Chan, diretora-geral da OMS.

“Existem vacinas e medicamentos para combatê-la e a OMS está empenhada em ajudar a garantir que essas ferramentas cheguem a todos os que delas necessitam”.

Em 2015, as hepatites virais causaram a morte de 1,34 milhões de pessoas ao redor do mundo. Esse número é comparável as mortes por tuberculose e HIV.

Até 2030, a OMS tem o objetivo de realizar o teste em 90% das pessoas e tratar 80% dos casos diagnosticados.

A infecção pelo VHB requer tratamento ao longo da vida e a OMS atualmente recomenda o medicamento tenofovir, já amplamente utilizado no tratamento do HIV. A hepatite C pode ser curada dentro de um tempo relativamente curto usando antivirais de ação direta altamente eficazes.

O Brasil fornece gratuitamente o tratamento para Hepatite C através do Sistema Único de Saúde (SUS). Se você tem mais de 40 anos e nunca fez o teste, peça ao seu médico para fazer o anit-HCV.
 

Fonte: ONU 


Últimas notícias

Curiosidades

Ceará lidera número de transplantes de fígado no Norte/Nordeste

No primeiro trimestre de 2017, o Ceará foi estado com maior número de transplantes de fígado, coração e córneas na região Norte/Nordeste. Saiba mais

Curiosidades

Apresentador Marcelo Resende revela ter um câncer de pâncreas e fígado

No último domingo (14/05) o apresentador de TV, Marcelo Resende, contou em entrevista ao Programa Domingo Espetacular estar com câncer de pâncreas e fígado. Saiba mais

Curiosidades

Bem Estar Global - Goiânia

Saiba mais

Curiosidades

Aplicativo ajuda no tratamento de pacientes com Hepatite e HIV

O aplicativo, desenvolvido pela Secretaria de Saúde do Estado de SP, possui funcionalidades que lembram o paciente sobre o horário dos medicamentos e da visita ao médico. Saiba mais